Imagem ilustrativa do comércio virtual

Com o início da pandemia do novo coronavírus, o número de vendas online no Brasil mais que dobrou em relação a 2019: de Janeiro a Maio de 2020, as vendas subiram mais de 137,35% em relação ao mesmo período de 2019, de acordo com levantamento da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico. Mas não se engane, essa não é uma tendência momentânea devido à pandemia. O perfil do consumidor está se adaptando cada vez mais ao ambiente virtual e o momento necessário de quarentena se torna apenas um facilitador.

Lojas online

Não há como negar que a cada ano que passa o comércio brasileiro fica mais competitivo, diversas empresas abrem e fecham, formulando uma rede complexa de negócios. Este fato faz com que seja cada vez mais difícil se destacar no meio de diversas lojas, porém a internet surge como um fator de desempate.

Quando tratamos de expandir o alcance de uma loja, não há alternativa melhor do que criar uma loja online, pois permite com que o lojista abranja suas vendas para outros estados e fidelize novos clientes.

Análise do mercado

Criar uma loja online sem saber quais são os panoramas nacionais não adianta de nada. Vamos observar alguns dados do Ebit retirados deste artigo:

  • O e-commerce teve um aumento de 47% em seu faturamento, sendo a maior alta em 20 anos no Brasil e atingindo um faturamento de R$38,8 bilhões no primeiro semestre de 2020;
  • Foram feitos 90,8 milhões de pedidos somente nesse período;
  • Ticket médio de R$ 427,00 por pedido;
  • Atualmente, há 41 milhões de adeptos ao e-commerce no Brasil.

Estes números são muito relevantes para qualquer lojista, mas será que continuam válidos? A tendência é que continuem crescendo ainda mais, visto que o setor de vendas online ganhou muita confiança após responder bem às grandes demandas pedidas pelo período de isolamento.

Mas sabendo que as lojas online continuam como uma tendência de crescimento, como não falhar ao criar uma? Isto é o que explicaremos a seguir.

Por que muitas lojas não dão certo?

Muitas empresas criam uma loja virtual e acabam esquecendo de investir nela, deixando de lado aspectos básicos para manter o acesso e compra constantes. Dado isso, sabemos que para que sua loja virtual obtenha sucesso, é necessário que sua empresa tome algumas medidas:

5 critérios importantíssimos para criar uma loja online de sucesso:

  • Defina o modelo de negócios a ser seguido pela loja virtual;
  • Invista em marketing digital, utilizando ferramentas do Google e de redes sociais para sua loja virtual ter um alcance maior dentro do seu público alvo;
  • Gere credibilidade de marca, tendo um bom atendimento ao cliente e sanando a maior quantidade de dúvidas;
  • Invista em usabilidade e facilidade do site para o usuário navegar e conseguir comprar o que deseja da forma mais ágil possível;
  • Boas operações por trás da venda (embalagem que garanta a segurança do produto, atendimento de qualidade no pré e pós compra e políticas de troca claras).

Os 5 principais motivos para criar uma loja online

Depois de ver estes erros mais comuns, ficou desanimado em montar a sua loja? Nós daremos 5 motivos para não desanimar:

  • Flexibilidade de horários para atendimento ao cliente, podendo verificar os produtos que estão a disposição na sua loja 24 horas por dia e 7 dias por semana;
  • Há uma grande flexibilidade de catálogo, podendo alterar seus produtos e fazer promoções a hora que quiser;
  • Fim das barreiras físicas para a compra dos seus produtos, sendo extremamente cômodo ao cliente comprar na loja virtual e receber em casa;
  • Atingir o nicho que deseja com produtos específicos, utilizando seu site e ferramentas de marketing digital.
  • Coleta de dados muito mais fácil para aprender com o próprio negócio, permitindo a realização de testes com baixíssimos riscos e implementação de novas funcionalidades com baixíssimos custos, inclusive os custos de oportunidade.

Conclusões

Com isto percebemos que criar uma loja online requer grande atenção e investimentos inteligentes, mas com uma grande capacidade de dar um bom retorno já que há uma tendência constante de crescimento deste setor.

No entanto, caso você ache que seu negócio não se encaixa no modelo de e-commerce, mas visualiza que necessita de uma presença na internet, leia um dos nossos artigos: 4 motivos para o seu negócio ter um site.

Por fim, se ficou alguma dúvida sobre como iniciar o seu e-commerce ou como continuar com o seu, escreva aí nos comentários que vamos te ajudar!

Escritor: Matheus Lourenço Donangelo, Estudante de Ciência da Computação na Unicamp, Assessor (2016) de Marketing na Conpec. Editor: Gabriel Silveira, Estudante de Ciência da Computação na Unicamp, Assessor (2018) de Marketing na Conpec. Revisão: Gabriel Gonçalves Araújo, Estudante de Engenharia de Computação na Unicamp, Assessor (2020) de Gente e Gestão na Conpec.